Exposição 'Picasso e a Modernidade' bate recorde de público no Rio

Há pouco mais de um mês em cartaz na cidade, mostra já foi vista por mais de 400 mil pessoas

Em exposição no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) do Rio de Janeiro desde o dia 24 de junho, a exposição “Picasso e a Modernidade Espanhola – Obras da Coleção do Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofía” já bateu a marca de 400 mil visitantes, com o número recorde de 13.112 pessoas em apenas um dia.

Em São Paulo, onde ficou pouco mais de dois meses em cartaz no CCBB/SP, de 25 de março a 8 de junho, foi registrado um público total de 234 mil pessoas. A exposição apresenta mais de 90 obras de grandes pintores espanhóis, sendo 40 delas do pintor Pablo Picasso e as demais de outros artistas modernistas como Juan Gris, Miró, Dalí, Julio González, Óscar Domínguez.

O acervo faz parte da coleção do museu Reina Sofía, de Madri, na Espanha,  uma das mais importantes instituições dedicadas à arte moderna. Outras ações realizadas do grupo para ampliar o conhecimento sobre arte foram o aplicativo “Picasso e a Modernidade Espanhola”, por meio do qual é possível tirar fotos e recriá-las com as características do cubismo, imortalizado por Picasso, e o “Tour Virtual”, disponível no site Picasso no Brasil, possibilitando o acesso gratuito aos corredores da exposição como se estivesse no local.

Três das mostras de grande sucesso realizadas pelo grupo nos últimos anos – “Impressionismo: Paris e Modernidade” (2012); “Mestres do Renascimento” (2013), ambas no CCBB (SP e RJ); e “Salvador Dalí” (2014), – reuniram um público de 2,8 milhões de pessoas, aproximadamente. Com a retrospectiva de Picasso no Rio e em São Paulo, mais uma vez, o público reafirma o seu interesse por arte de qualidade.

A exposição “Picasso e a Modernidade Espanhola” permanece em cartaz no CCBB do Rio até o dia 7 de setembro, de quarta-feira a segunda-feira, das 9h às 20h20, com entrada franca.