Patrícia Barboza, autora da série ‘As MAIS’ revela próximos projetos literários

A escritora Patricia Barboza é uma das promessas da literatura juvenil brasileira

Patrícia Barboza, autora best-seller da série
Patrícia Barboza, autora best-seller da série "As MAIS" (Foto: Divulgação)

O crescente aumento de leitores adolescentes no Brasil tem sido refletido pelo aumento expressivo de vendas de livros juvenis em todo o país. O sucesso de escritoras teens na Bienal do Livro como Thalita Rebouças, Paula Pimenta, Carolina Munhóz, Sophia Abrahão e Carina Rissi contraria a velha máxima de que “adolescente não gosta de ler”.

Desta mesma seara literária faz parte Patrícia Barboza, considerada uma das promessas do “chick-lit” juvenil brasileiro pela revista Veja. A autora da série best-seller “As MAIS” é uma apaixonada pelos livros. Essa paixão começou com “O Sítio do Picapau Amarelo” e os gibis da “Turma da Mônica”, aos 6 anos. Das revistinhas, logo Patrícia foi para os livros clássicos, como “Branca de Neve”, “Chapeuzinho Vermelho” e “O Patinho Feio”. A escritora confessa que prefere escrever personagens femininos. “A Emília e a Mônica foram minhas grandes companheiras e inspiração de brincadeiras”, relembra.

Patrícia costuma brincar que é a “ovelha negra” da família. Ninguém antes tinha revelado características artísticas e a paixão por livros sempre foi enxergada como hobby. Por conta disso, Patrícia acabou se formou em Tecnologia em Processamento de Dados. Apesar de gostar do curso, ela se sentiu frustrada com a rotina da profissão.

Algum tempo depois de formada o amor pela literatura falou mais alto. Patrícia começou a trabalhar em uma editora e acompanhar todo o processo de elaboração dos livros, as campanhas de divulgação, as reuniões para discutir capas e peças publicitárias despertou nela a vontade definitiva de investir na literatura. “Quando eu percebi que eu comecei a odiar a segunda-feira com uma intensidade muito grande, percebi que tinha que sair da minha zona de conforto e ter coragem para ser feliz a semana inteira”, conta Patricia.

A escritora teen explica que prefere escrever livros para adolescentes por achar que essa é a melhor fase da vida. “Tudo é novidade, aventura, riso. A expectativa é tanta que ficamos com as mãos frias, suadas, o coração bate acelerado. Eu me divirto muito escrevendo as histórias (risos). Minha característica mais marcante na escrita é usar o humor. Ainda não consigo escrever textos mais densos, mais dramáticos”, assume Patrícia.

Após a publicação de “Os quinze anos de Carol” em 2002 por uma editora pequena, Patrícia criou um site que funcionava como uma novela virtual. A cada 15 dias publicava um capítulo e, para sua surpresa, recebeu mais de 600 acessos por semana. Comprovando a aceitação dos jovens pelo seu trabalho, ela lançou as histórias no ano seguinte por outra editora. O site, infelizmente, não existe mais, foi tirado do ar quando o livro foi publicado. Mais tarde vieram os livros “A primeira vez a gente nunca esquece”, “Sai da internet, Clarice!”, “Os Sete Desafios” e “Confusões de um Garoto”, que somados venderam 2 mil exemplares.

Somente em 2011, Patrícia assinou contrato com a Verus Editora, que faz parte do Grupo Editorial Record Em 2012 foi lançado o primeiro volume da série “As MAIS”. A primeira edição de 10 mil exemplares se esgotou em menos de dois meses. Com a aceitação do público, “As MAIS” tornou-se uma série e o quinto volume foi um dos mais procurados no estande da editora Verus/Record na Bienal do Livro, realizada de 3 a 13 de setembro no Rio de Janeiro.

Patrícia também publicou em 2013 “O Livro das Princesas” em parceria com mais três escritoras: Meg Cabot, Lauren Kate e Paula Pimenta. Camila, a Rapunzel criada por Patrícia, vive no Rio de Janeiro, mora em Copacabana e é fã da cantora Katy Perry. No ano seguinte, foi lançado a “A consultora teen”.

Um outro trabalho paralelo ao de escritora que também dá muito prazer a Patrícia é a realização de palestras em escolas públicas e particulares com o objetivo de promover o hábito e o amor pela leitura. O primeiro convite para realizar palestras nos colégios veio com o livro “Sai da internet, Clarice!”, lançado de forma independente pela escritora.

“Nunca pensei que um dia meus livros seriam adotados como leitura complementar nas escolas. Fico emocionada quando um livro meu é lido por uma turma inteira e que eu contribuo de alguma forma incentivando a leitura. Com essa experiência, nasceu em 2010 o Projeto Leitura Nota 10”, diz Patrícia.

Os próximos projetos literários de Patrícia Barboza já estão definidos. A série “As MAIS” foi concluída (pelo menos, por enquanto) no quinto volume. A best-seller revela que já começou a escrever seu próximo livro, uma continuação de “A Consultora Teen” com previsão de lançamento para o ano que vem.

Leia também: