Murilo Benício transforma-se para ‘Justiça 2’ com prótese inédita e múltiplas caracterizações

Série Original Globoplay estreia no dia 11 de abril e contará com liberação de quatro episódios por semana, sempre às quintas-feiras.

Murilo Benício sobre caracterização inédita para Justiça 2:
Murilo Benício sobre caracterização inédita para Justiça 2: "Foi a primeira vez que eu coloquei uma prótese no rosto" (Foto: Globo/Estevam Avellar)

Em sua mais recente empreitada televisiva, o ator brasileiro Murilo Benício mergulha em uma caracterização surpreendente para seu papel em “Justiça 2“, série original Globoplay, que promete cativar os espectadores com uma trama intrincada e personagens complexos. Com estreia marcada para o dia 11 de abril e uma estratégia de lançamento inovadora de quatro episódios semanais às quintas-feiras, a produção já desperta curiosidade pelo cuidado dedicado à construção de seus protagonistas.

Sob a pele de Jayme, Benício adota uma abordagem única, impulsionada por uma prótese no nariz e cabelos raspados, resultando em uma transformação quase irreconhecível. Em declaração sobre o processo de caracterização, Murilo revela: “Foi a primeira vez que eu coloquei uma prótese no rosto. Eu tive uma certa dificuldade em encontrar o sentimento do Jayme. Quando faço vilões, tento encontrar alguma motivação, para entender por que o personagem age de determinada forma.”

A responsável pelo desafio de reinventar a aparência do aclamado ator foi Marina Beltrão, que compartilha a intenção por trás das mudanças: “Eu queria tirar aquela cara de Murilo Benício dele. Então, chegamos à conclusão de que, se ele aparecesse careca, já que o cabelo é uma marca registrada, seria interessante. E, também, usamos uma prótese no nariz, para deixá-lo ainda mais diferente.”

A complexidade não se limita apenas à transformação de Benício. “Justiça 2” apresenta uma narrativa fragmentada em dois períodos temporais distintos: o pré e o pós-prisão dos personagens, gravados simultaneamente. Esse desafio exigiu uma abordagem meticulosa na caracterização, com múltiplas mudanças visuais para cada protagonista. Marina Beltrão explica: “Passamos por um processo intenso de pesquisa, que durou semanas, até chegarmos nas soluções. Como não podíamos fazer nenhuma mudança definitiva de visual, acabamos recorrendo muito a laces e apliques.”

Murilo Benício sobre caracterização inédita para Justiça 2: "Foi a primeira vez que eu coloquei uma prótese no rosto" (Foto: Globo/Bruno Stuckert)
Murilo Benício sobre caracterização inédita para Justiça 2: “Foi a primeira vez que eu coloquei uma prótese no rosto” (Foto: Globo/Bruno Stuckert)

Nanda Costa, que interpreta Milena, destaca a complexidade das mudanças visuais em seu papel: “Vou aparecer com três visuais diferentes: um cabelo curto antes de ser presa, uma lace longa e escura para quando saio da cadeia, e outra longa e loira.” A série também aborda temas sensíveis, refletidos nas características físicas dos personagens femininos. Marina acrescenta: “Para elas, a gente teve que usar maquiagens sutis e que ressaltassem essa tristeza que elas trazem.”

O diretor artístico Gustavo Fernández enfatiza o desafio de garantir a consistência visual entre os períodos temporais: “No máximo de personagens que a gente conseguiu, existe uma diferença de caracterização para marcar a passagem do tempo.” Com uma equipe dedicada e uma cuidadosa direção artística, “Justiça 2” promete uma imersão completa em um universo repleto de nuances e reviravoltas.

“Justiça 2” é uma produção original Globoplay, fruto do trabalho dos Estúdios Globo, sob a criação e escrita de Manuela Dias, colaboração de Walter Daguerre e João Ademir, e pesquisa de Aline Maia. A série é dirigida por Pedro Peregrino, Ricardo França e Mariana Betti, com produção executiva de Luciana Monteiro e direção de gênero de José Luiz Villamarim.

Leia também: